13 August 2014

Books

What I Read: June

1808
I can finally say that I am back at sharing my readings!
Let's just skip the month of May, this is, the month in which I moved to France and when I didn't get the time to shoot the books I read before leaving (just for the record, I have read two: A Mão do Diabo by José Rodrigues do Santos and The Orange Girl by Jostein Gaarder). Ready for June? Yes, I have only read one book, but I can assure you it was one of those worth reading!

Finalmente posso dizer que estou de volta à partilha das minhas leituras! 
Vamos apenas saltar o mês de Maio, isto é, aquele em que me mudei para França e no qual não tive oportunidade de fotografar os livros que li antes de partir (só para que conste, li dois: A Mão do Diabo de José Rodrigues dos Santos, e A Rapariga das Laranjas de Jostein Gaarder). Prontos para Junho? Sim, só li um livro, mas asseguro-vos que foi um livro daqueles que vale mesmo a pena ler!

1809
Sharp Objects
Gillian Flynn


Camille Preaker works as a journalist at a small newspaper. Her job isn't always particularly satisfying, until the day her boss asks her to return to her hometown of Wind Gap to cover the murder of one preteen girl and the disappearance of another. For years Camille has hardly spoken to her neurotic mother or to the half-sister she barely knows. Now, at home, Camille must struggle her own demons as she continues investigating and unravels the psychological puzzle of her own past. Camille Preaker trabalha como jornalista num pequeno jornal. O seu trabalho nem sempre é particularmente satisfatório, até ao dia em que o seu chefe lhe pede para voltar à sua terra natal, Wind Gap, para cobrir o assassinato de uma menina pré-adolescente e o desaparecimento de outra. Durante anos, Camille quase não falou com a sua mãe neurótica ou com a meia-irmã que mal conhece. Agora, em casa, Camille tem que lutar contra os seus próprios demónios, enquanto continua a investigar e desvenda o enigma piscológico do seu próprio passado.
1810
After reading Gone Girl and Dark Places, I can state that I truly became obsessed a fan of the writing genius and a bit morbid Gillian Flynn. This being said, Sharp Objects was already on my list for a very, very long time!
Truth is, I loved this book! I know some of you also like Gillian Flynn so I must say in advance that, despite the fact I was already asked this, I can't decide which book of this author I have enjoyed the most! Sharp Objects follows the same writing style of the other two, but in truth I'd say it's a little but more... psychotic.


Depois de ter lido Em parte incerta e Lugares escuros, posso afirmar que me tornei uma verdadeira obcecada fã da escrita da genial e um pouco mórbida Gillian Flynn. Dito isto, o livro Sharp Objects já constava da minha lista há muito, muito tempo! 
A verdade é que adorei este livro! Sei que há desse lado quem também goste de Gillian Flynn e desde já adianto que, apesar de já mo terem perguntado, não consigo decidir de que livro da autora gostei mais até hoje! Sharp Objects segue o mesmo estilo de escrita dos outros dois, mas em boa verdade eu diria que é um pouco mais... psicótico

1811
"Sometimes if you let people do things to you,
you're really doing it to them"
 spoilers 
First of all, the main character is a woman full of insecurities, problematic, who feels pleasure in cutting. Admittedly, throughout the book we watch her inner struggle to resist the temptation to write (read: cut) more words on her skin, but from my point of view this is not the typical case of a suffered main character who wants to redeem herself or fit the stereotype of "normal". At this point, you need to follow the logic of the other two books, in which the characters of Gillian Flynn have both good and bad, are both the good guys and the villains. Yes, perhaps some of Camille's problems derive from the lack of love from her mother or from the fact she saw her sister die early, but the truth is that this character really likes to hurt herself, takes pleasure in her self-destruction. In this matter, we must recognize that only an author like Gillian Flynn manages to make us understand a situation that society generally condemns.

Desde logo, a personagem principal é uma mulher cheia de inseguranças, problemática e que sente prazer em se cortar. É certo que ao longo do livro vamos assistindo à sua luta interior de resistir à tentação de gravar (leia-se: cortar) mais palavras na sua pele, mas do meu ponto de vista a verdade é que não estamos perante o caso típico de personagem principal sofrida que se quer redimir ou que quer encaixar no estereótipo de "normal". Nisso, há que seguir a lógica dos outros dois livros, em que as personagens de Gillian Flynn tanto têm de bom como de mau, tanto são os bons da fita como os vilões. Sim, talvez alguns dos problemas de Camille derivem da falta de amor por parte da mãe ou do facto de ter visto a sua irmã falecer bem cedo, mas a verdade é que esta personagem gosta de se magoar a si mesma, sente prazer na sua auto-destruição. Neste aspecto, há que reconhecer que só mesmo uma autora como a Gillian Flynn nos consegue fazer compreender uma situação que a sociedade geralmente condenaria.

1812
On the other hand, there are twists and turns in the mistery of this book: who has been murdering the girls of Wind Gap? I will not reveal the end of this book, but if you have already read no matter which book from this author, then you know by now you should be prepared to accuse every single character, be certain that the fault is on someone and then discover on the last five pages you were sadly mistaken. Simply brilliant!

Por outro lado, há as voltas e reviravoltas no mistério do livro: quem anda a assassinar as meninas de Wind Gap? Não vou revelar o desfecho do livro, mas se já leram o que quer que seja da autora, então já sabem que podem estar preparados para acusar toda e mais alguma pessoa, estar certos que a culpa é de um personagem e nas últimas cinco páginas descobrirem que estavam redondamente enganados. Simplesmente, brilhante! 

2 comments:

Thank you so much for taking the time to read my blog! Your comment is really appreciated! ♥

Blogging tips